PortugueseEnglishSpanishFrench
PortugueseEnglishSpanishFrench

Lombard Street em São Francisco: Guia Completo

A famosa Lombard Street em São Francisco foi criada em 1922 com o intuito de impedir alguns acidentes na rua com inclinação de 27 gruas. Com o passar do tempo se tornou um ponto turístico da cidade, devido as suas aparições em filmes e series de TV.

 
mulher em uma rua de zigue-zague
 

Então, caso queira incluir a Lombard Street no seu roteiro de São Francisco confira nosso post completo com todas as informações para você aproveitar melhor essa experiência:

 

Sobre a Lombard Street 

 
A Lombard Street de Russian Hill é uma das ruas mais sinuosas de São Francisco, tanto que parece um tobogã de terracota para carros. 
 
 
Possui 8 curvas fechadas entre a Hyde e a Leavenworth, e o limite de velocidade é de 10 km por hora – nem é possível dirigir mais depressa porque todos estão ali para curtir exatamente isso – mas também se pode descer a pé por uma calçada de degraus.
 
rua de zigue-zague
Fonte: Telegraph – 2020
 

 

 

 
Uma boa hora para conhecer a Lombard Street é de manhã ou tarde da noite, quando as luzes da cidade brilham lá embaixo e os turistas já se foram.
 
 
Lembre-se que as melhores fotos são as tiradas da base, e não do cume, da montanha. 
 
 

Desvendando Nob Hill, Russian Hill e Telegraph Hill 

 
Estas três montanhas são os pontos mais altos do centro da cidade, por isso é indicado calçar sapatos confortáveis para explorá-las. 
 
O Telegraph Hill – tem o nome da antiga estação de comunicações que existia lá – é um agrupamento de casas que descem pela encosta até a praia no lado leste. 
 
 
Já o sofisticado Russian Hill – o nome se deve a seis marinheiros russos desconhecidos que foram enterrados lá no começo de 1800 – tem ruas largas e arborizadas, divididas por canteiros. 
 
É um local basicamente residencial, coroado por prédios e apartamentos no cume, servido por elegantes lojas e cafés ao longo da Polk Street. 
 
 
E claro que a Russian Hill é famosa por abrigar a sinuosa descida da Lombard Street.
 
mulher em uma rua de zigue-zague
mulher em uma rua de zigue-zague
 
E por último, temos o Nob Hill cujo nome vem de um grande industrial que fixou residência aqui no final do século 19, quando os bondes tornaram a montanha acessível a moradores. 
 
 
Tranquilo e silencioso tem poucas atrações turísticas além de suas mansões milionárias. 
 
 

Como chegar na Lombard Street 

 
A forma mais especial de chegar a Lombard St. é de bondinho. A linha Powell-Hyde para em frente à rua. Quem vem da Union Square pode descer aqui e continuar o trajeto a pé. 
 
mulher em uma rua de zigue-zague
 
Outra opção é ir de ônibus através da linha 30 que sai da Union Square, lembre-se de descer na Columbus x Lombard. 
 
mulher em uma rua de zigue-zague
 
De bondinho descemos na parte de cima da Lombard Sreet, enquanto de ônibus o acesso é em baixo, sendo necessário subir a ladeira.

 

menina tirando selfie em um bondinho

 

Sempre é uma opção ir a pé usando o google maps – que foi como eu cheguei – para aproveitar a cidade como um todo. E de quebra eu voltei de bondinho da Powell-Hyde hahahaha 
 
mulher em um bondinho antigo da cor vermelha
 
Por último, para quem quer dirigir na rua de zigue-zague ir de carro é a melhor opção. Apesar de eu achar um pouco chato não conseguir parar para aproveitar a vista e tirar várias fotos. 
 
 
 
Caso queira alugar um carro para desbravar São Francisco, aproveite a parceria do Mundo Viajante com a Rent Car, fazendo sua reserva por esse link você estará pagando o melhor preço. 
 
 

Vale a pena conhecer a Lombard Street

 
Sim, vale a pena conhecer a Lombard Street em São Francisco. Principalmente, para quem era fã da série “3 é Demais” – em inglês Full House – e sempre sonhou em fazer parte daquela aventura. 
 
mulher em uma rua de zigue-zague

 

Além disso, a experiência de chegar ou ir embora de bondinho na Lombard Street é muito legal e vale a pena aproveitar. 
 
 

Dicas Lombard Street 

 
– O melhor lugar para fotografar a Lombard Street é do quarteirão de baixo. Se puder vá na primavera, as fotos ficam ainda mais lindas. 
 
– Como em todo ponto turístico famoso, o truque é ir bem cedo para captar as melhores imagens. 
 
– Combine a Lombard Street com uma visita ao San Francisco Art Institute (SFAI) uma escola de arte com mural de Diego Rivera. Se estiver com disposição siga em direção a Ghirardelli Square para provar seus sorvetes maravilhosos.
 
 
Se gostou desse post, confira também: “O que Fazer no Golden Gate Park em São Francisco” 
 
 
 
 
 
Se gostou desse post segue o Mundo Viajante no Facebook
 
 
Se tem dúvidas ou sugestões deixa seu comentário
 
 
E-books importantes:
 

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sobre mim

Izabela

Sou apaixonada por musica, hambúrgueres artesanais e principalmente viagens. Estou sempre tentando aprender com os lugares e pessoas que conheço na estrada da vida.

- Publicidade -

Junte-se à nossa comunidade de viajantes e receba dicas exclusivas, descontos e novidades!

- Publicidade -