Pesquisar
Close this search box.

Pontos Turísticos de Buenos Aires: Guia Completo por região

Saiba quais são os principais pontos turísticos de Buenos Aires e explore as atrações de cada área da capital portenha: Centro, San Telmo, La Boca, Recoleta, Retiro, Puerto Madero, Chacarita e Palermo.

 

Centro – Monserrat

 A região central, conhecida como Monserrat, abriga a catedral, muitos museus e vários prédios da administração púbica da cidade. 

Essa área começou a se desenvolver a partir de 1580, quando foi fundada a Plaza Mayor, chamada hoje de Plaza de Mayo, é um bom ponto para iniciar um passeio em Buenos Aires.

 

1- Plaza de Mayo

Considerada como a praça mais famosa da cidade, a Plaza de Mayo homenageia a Revolução da Independência, que ocorreu em 1810. 

Várias das construções ao redor dela são considerados marcos históricos e culturais argentinos. 

No centro da praça encontra-se Pirâmide de Mayo que se transformou em um ponto de encontro para as manifestações populares, entre elas a manifestação das Madres de la Plaza de Mayo que acontece em todas as quintas-feiras entre 15h-16h. 

2- Casa Rosada

Um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires é a Casa Rosada, localizada em frente a Plaza de Mayo e erguida em 1580 – foi construída no mesmo local onde Juan de Garay inaugurou um forte ao fundar a cidade de Buenos Aires – como sede do governo argentino. 

Consulte os horários de funcionamento para a visita a casa Rosada pelo site oficial. Além disso, no subsolo encontra-se o Museo de la Casa Rosada com exposição permanente da história constitucional do país.

Por último, no jardim atrás da Casa Rosada encontra-se o monumento a Cristóvão Colombo. 

 

3- Catedral Metropolitana

Também localizada em frente à Plaza de Mayo, a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, abre de segunda à sábado das 9h -18h e aos domingos das 9h-13h e das 15h-19h. 

É uma igreja que não parece uma catedral, pois não possui as torres características das construções católicas.

Construída no século 18, conta com 12 colunas na fachada, que representam os apóstolos de Cristo.

Em seu interior encontra-se o mausoléu de San Martín, o general que proclamou a independência argentina.

 

4- Cabildo

Construção histórica de 1725 declarada como um monumento histórico, pois nos séculos passados eram realizadas reuniões políticas da era colonial.

Em 1960, transformou-se no Museo Histórico Nacional de Cabildo y de la Revolución de Mayo. Os visitantes podem conferir algumas das relíquias coloniais que testemunharam a história argentina dos últimos séculos.

Consulte os horários de funcionamento e mais informações no site oficial

 

5- Manzana de las Luces

Localizados entre as ruas Perú, Moreno, Bolivar e Alsina, compreendem alguns dos edifícios mais antigos da cidade.

Para aqueles que gostariam de conhecer o local com mais detalhes consulte os horários e preços das visitas guiadas aqui

 

6- Museo de la Ciudad

O Museo de la Ciudad – na rua Alsina 412 – resgata a memória de Buenos Aires através de objetos históricos, moveis e diversos utensílios do cotidiano portenho.

Consulte os horários de funcionamento, preços e dias de visitas gratuitas no site oficial do museu. 

 

7- Palacio del Congreso 

Localizado na extremidade oposta à Casa Rosada o imponente prédio de 1908 feito em estilo neoclássico é um dos pontos mais famosos de Buenos Aires devido a sua proximidade com a Plaza de los Congressos, que abriga a marca do Km Zero das estradas argentinas e a escultura original “O pensador”, de Auguste Rodin.

 

Centro – San Nicolás

San Nicolás fica ao norte do centro de Buenos Aires, é conhecido pelas suas áreas de caminhada – peatonales – Florida e Lavalle.

 

8- Obelisco

O famoso monumento do Obelisco localiza-se na Av. 9 de Julio no cruzamento com a Av. Corrientes. 

Sua construção ocorreu em 1936 em comemoração aos 400 anos da fundação da cidade de Buenos Aires.  Se transformou em parada obrigatória para os turistas que visitam Buenos Aires.

 

9- Teatro Colón

Criado em 1908 é considerado o teatro lírico mais importante da América Latina, devido a sua fama arquitetônica e acústica.

Em 2010, foi reinaugurado – após passar por uma reforma de 6 anos – em comemoração ao bicentenário da independência argentina.

Saiba os horários de funcionamento e valores de ingresso através do site oficial.

 

10- Centro Cultural Borges

Espeço cultural em homenagem ao escritor Jorge Luis Borges, abriga uma exposição permanente do autor, salas de cinema, shows, galerias de arte e até paisagismo. 

Localiza-se em um prédio histórico com arquitetura do século XIX no coração de Buenos Aires e funciona todos os dias. 

Para mais informações de horários e valores consulte o site oficial do Centro Cultural Borges.

 

11- Museo de Arte Hispanoamericano

Um dos mais importantes acervos de arte íbero-americano do continente, reúne objetos e obras da época em que Portugal e Espanha dominaram a América do Sul. 

No acervo podemos encontrar pratarias de origem peruana, pinturas das escolas cusquenhas, imagens jesuíticas, mobiliário luso-brasileiro, entre várias outras peças históricas.

 

12- Museo Mitre

Casa onde viveu o primeiro presidente da Argentina, o jornalista Bartolomé Mitre, fundador do jornal de La Nación. Localiza-se na rua San Martin 366, para mais informações consulte o site oficial do Museo Mitre.

 

13- Museo Beatle

O Museo Beatle da Av. Corrientes guarda uma das maiores coleções particulares do mundo sobre o quarteto The Beatles. 

O acervo do museu contempla fotografias, discos, autógrafos e vários itens do quarteto de Liverpool. Saiba quais os preços e horários de funcionamento através desse link

 

San Telmo

San Telmo é conhecido pelo tradicional mercado de pulgas que acontece todos os domingos das 10h-17h na Plaza Dorrego. 

O local conta com um verdadeiro palco ao ar livre, com estatuas vivas, apresentações de tango e mímicas. Ao final do dia, quando as bancas fecham, os bares com mesas nas calçadas ficam lotados, e o tango toma conta da praça até as primeiras horas da madrugada.

E apesar de não termos tido tempo de vivenciar essa experiência, indicamos o post “Show de Tango em Buenos Aires” do Blog Viajante sem Fim 😃.

 

14- Esculturas Mafalda

Criada pelo cartunista argentino Joaquín Salvador Lavado Tejón, o célebre Quino, Mafalda ficou conhecida por seus questionamentos e sua preocupação com causas sociais entre os anos 1960 e 1970.  

A famosa Mafalda de 80cm está sentada em um banquinho no bairro de San Telmo, onde Quino viveu por algum tempo. Pablo Irrgang, responsável pela criação das esculturas, inaugurou em 2009 essa e outras esculturas ao redor do bairro.

Lembrando que a localização exata da principal escultura é na esquina das ruas Chile e Defensa em San Telmo. Porém, existem outros personagens dos quadrinhos de Quino, esculpidos por San Telmo. 

 

15- Parque Lezama

O agradável Parque Lezama – entre a Av. Brasil, Av. Martín Garcia e R. Defensa – foi onde Pedro de Mendoza teria acampado ao fundar a cidade. 

Além disso, o parque sedia o Museo Histórico Nacional, que apresenta a trajetória do país desde os seus tempos coloniais.

Consulte mais informações pelo site oficial do Parque Lezama.

 

16- Iglesia Nuestra Señora de Belén

A Iglesia Nuestra Señora de Belén chama atenção por sua fachada de arquitetura neocolonial e seus azulejos espanhóis.

Fica localizada rua Humberto primo, 340 e foi construída em 1734. Para mais informações consulte o site oficial.

O Museo Etnográfico apresenta coleções arqueológicas de peças oriundas da Patagônia, tecidos pré-colombianos andinos e objetos dos continentes africanos e oceânicos. 

Localiza-se na R. Moreno, 350 e funciona de terça à domingo. Para mais informações consulte o site oficial do museu.

 

17- Museo Nacional de la História del Traje

Esse museu é dedicado à evolução da roupa e dos acessórios como forma de arte e contexto social. A coleção conta com mais de 7000 peças a partir do século 18 e as visitas guiadas ocorrem uma vez na semana.

Para mais informações sobre o Museo Nacional localizado na R. Chile, 832, consulte o site oficial aqui

 

La Boca

O bairro portuário La Boca localiza-se as margens do Rio Riachuelo – uma espécie de arroio de águas poluídas, que separa Buenos Aires do distrito industrial – de área colonizada por italianos.

 

18- Calle Caminito

Considerada como um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires a Calle Caminito  consiste em uma animada travessa com exposições de arte, dançarinos de tango, fotógrafos de plantão, lojinhas de lembrancinhas e as casas coloridas mais famosas de Buenos Aires.  

No geral os turistas vão Calle Caminito em La Boca principalmente para tirar fotos nas fachadas das casas coloridas.

Lembre-se que a visita só vale a pena se o tempo estiver ensolarado.

 

19- Museo De Bellas Artes de La Boca

Em homenagem ao grande pintor argentino Quinquela, o Museo de Bellas Artes de La Boca é famoso pela promoção de oficinas culturais e apresentações artísticas.

Localiza-se na Av. Don Pedro de Mendoza 1835, para mais informações confira no site oficial

 

20- Museo Historico de Cera

Localizado na Dr. del Valle Iberlucea 1261, nas proximidades do Caminito, o Museo Historico de Cera foi criado em 1980 com o intuito de contar a história argentina através de obras feitas de cera.

Sendo o único museu de cera existente na Argentina, hoje é considerado patrimônio histórico cultural do país.

Consulte mais informações sobre as visitas guiadas e os horários de funcionamento no site oficial do museu.

 

21- Estádio La Bombonera

Trata-se do estádio do Boca Juniors, time de futebol mais popular do país, de onde Diego Maradona surgiu para o mundo, com capacidade para 57 mil torcedores, o estádio tem esse nome lembra uma caixa de bombons. 

No mesmo local podemos encontrar o Museo De La Pasión Boquense, que mostra o histórico do futebol argentino no contexto mundial.

Para mais informações sobre o museu e a visita ao estádio consulte o site oficial e lembre-se que o bairro de La Boca não deve ser frequentado por turistas a noite.

 

Recoleta

Considerado como um dos bairros mais chiques de Buenos Aires abriga vários pontos turísticos portenhos, como Cementerio de la Recoleta, a Basilica Nuestra Señora del Pilar e as Salas Nacionales de Cultura.

 

22- Plaza Francia

Localizada próxima ao Museu Nacional de Belas Artes – na Av. del Libertador 1400 – é conhecida pela sua famosa feirinha artesanato e produtos variados.

 

23- Museo Nacional del Bellas Artes

Segundo alguns historiadores o Museo Nacional del Bellas Artes é o museo mais importante do país, devido ao seu acervo composto por esculturas de Rodin, aquarelas de Degas, telas de Cézanne, Renoir, Monet, Van Gogh, Candido Portinari entre outros celebres artistas contemporâneos. 

Consulte mais informações no site oficial do Museo Nacional de Bellas Artes.

 

24- MALBA – Museo de Arte Latino 

O MALBA destaca-se por obras de artistas como Frida Kahlo, Diego Rivera e Tarcila do Amaral. Apresenta também interessantes mostras temporárias e exposições artísticas mais alternativas. 

O espaço fica completo devido sua sala de cinema, utilizada especialmente para sua exposição de títulos não-comerciais e para promoção de festivais.

Localiza-se na Av. Figueiroa Alcorta, 3415, consulte os horários de funcionamento e preços através do site oficial.

 

25- Museo de Motivos Populares Argentinos

Esse museu apresenta recordações e recriações do folclore argentino e localiza-se na mesma Av. do Museo Nacional del Bella Artes. Consulte mais informações no site oficial do Museo de Motivos Populares Argentinos.

 

26- Centro Cultural Ciudad Recoleta

O Centro Cultural Ciudad Recoleta é um local muito interessante para os jovens que visitam Buenos Aires.

É um espaço dedicado a convivência e integração da nova geração, por isso conta com espaços dedicados a difusão das artes visuais, música, dança, teatro, literatura e cinema. 

Além disso, são vanguardistas nas novas expressões artísticas como: hip hop, cosplayers, booktubers, instagramer e gamers. Para mais informações consulte o site oficial do Centro Cultural Recoleta.

 

27- Florares Generica

A escultura de metal Florales Generica de 2002 se transformou em uma das paradas obrigatórias dos turistas que visitam a capital portenha.

Localiza-se na Plaza de las Naciones Unidas e foi construída pelo arquiteto argentino Eduardo Catalano.  

Segundo o artista, o nome Floralis Genérica significa a representação de todas as flores do mundo. 

Caso queira ver a abertura ou fechamento das pétalas da escultura, lembre-se de consultar o site oficial para mais informações pós pandemia.

 

28- Cementerio del La Recoleta

O Cementerio del La Recoleta abriga algumas das tumbas mais famosas da Argentina como o tumulo de Evita Peron, localizado no discreto mausoléu da família Duarte (seu sobrenome de solteira). 

Consulte também os horários das visitas guiadas que ocorrem sem nenhum custo adicional.

 

29- Basilica Nuestra Señora del Pilar

Construida em 1732 como parte do convento dos Frades Recoletos, virou paroquia em 1821. É marcada pela simplicidade, já que conserva tantos os pisos quanto as ferragens originais. 

Além disso, uma pequena área se transformou em um Museo de Arte Sacra, com moveis e objetos que pertenceram aos Frades. Para mais informações das visitas guiadas e os valores dos ingressos consulte aqui o site oficial.

Gostou do nosso post até agora? Então, confere também “6 bate e voltas incríveis a partir de Buenos Aires” do Blog Viajei Bonito.

 

Retiro

O moderno e organizado Terminal de Ómnibus de Retiro, junto ao qual fica a estação ferroviária de mesmo nome, é o ponto de partida e chegada de turistas de todas as partes. 

Quase em frente estão as praças San Martín e Fuerza Aérea, onde nessa última destaca-se a Torre de los Igleses.

 

30- Plaza San Martín

A Plaza San Martín foi palco de pequenas batalhas Britânicas em 1800. Atualmente transformou-se em um espaço de conservação e área verde do bairro de Retiro em Buenos Aires.

 

31- Plaza Fuerza Aérea 

Onde podemos encontrar a Torre de los Igleses – uma réplica do Big Bem – a torre do relógio símbolo de Londres.

 

Palermo

Considerado o bairro mais arborizado de Buenos Aires, Palermo é perfeito para a prática esportiva ou passeios em dia de sol.

 

32- Parque 3 de Febrero

O Parque 3 de Febrero, também conhecido como Bosque de Palermo, é um dos lugares mais lindos de Buenos Aires. 

Inaugurado em 1875 e batizado como Parque 3 de Febrero – em homenagem ao seu antigo proprietário, morto na Batalha dos Caseros – é considerado o pulmão de Buenos Aires.

Se possível, confira o Jardim dos Poetas – com bustos que homenageiam muitos poetas mundiais – e o Roseiral de mais de 14.000 flores.

 

33- Jardín Japonés

Consiste em um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires e atualmente é mais famoso que o Parque Palermo. O Jardim Japonés de Buenos Aires conta com grande variedade de plantas japonesas.

Além disso, é usado com frequência para celebrações de festas temáticas da Fundação Cultural Argentina-Japonesa. 

O local também conta com uma biblioteca temática e uma casa de chá, confira mais informações pelo site oficial.

 

34- Zoológico

Atualmente – dezembro de 2020 – o Zoologico Palermo encontra-se fechado sem data confirmada de inauguração. A abertura do local está condicionada a sua transformação em Eco-Parque. 

Lembre-se que esse não é o Zoo Luján – famoso por propiciar a interação humana com os animais – localizado a 70 km da capital de Buenos Aires. 

 

35- Jardín Botánico

O Jardín Botánico de Buenos Aires conta com mais de 5.500 espécies vegetais distribuídas nos seus 7 mil hectares. 

Além disso, possui 5 estufas e jardins temáticos como por exemplo o jardim romano, jardim francês e jardim oriental.

Lembrando que a entrada é gratuita, mas é importante consultar os horários de funcionamento pós pandemia.

 

36- Museo Evita

Em homenagem a Evita Perón, o museu conta a história da Argentina através do tempo e mostra Evita como um símbolo populista.

Funciona de terça a domingo, das 11:00 às 19:00 horas, antes da pandemia. Consulte mais informações no site oficial

 

Puerto Madero 

Construído em 1899 a zona portuária Madero foi desativa dez anos depois da sua abertura e hoje se transformou em um ponto turístico importante.

Puerto Madero foi totalmente reciclado com base no maior projeto urbanístico da história de Buenos Aires, dando origem a um novo bairro. 

O complexo, de 170 hectares, foi inaugurado em setembro de 2000, após sete anos de obras. Os armazéns cederam lugar a restaurantes, bares e discotecas – que tornaram a área um local super animado à noite. 

Você sabe o que é um bar Speakeasy? Confira no post “6 Bares ao estilo Speakeasy em Buenos Aires” do Blog Cinco Cantos

 

Chacarita

O bairro de Chacarita, conhecido pelo Cementerio Chacarita, localiza-se na R. Federico Lacroze com acesso pela linha B do metrô da Estación Federico Lacroze, aberto diariamente 7h-18h.

A principal atração deste cemitério é o tumulo de Carlos Gardel, o maior cantor de tango de todos os tempos, morto em 1935.

 

Dicas extras sobre Buenos Aires

  • Lembre-se de consultar os horários de funcionamento dos locais pós pandemia. (Links disponíveis no post)
  • Os preços das atrações não foram informados, pois na Argentina os preços são instáveis. É indicado consultar os preços vigentes próximo da sua data de viagem.
  • Se você quer saber mais sobre a Argentina, confira o post incrível do Blog da Eli Werneck “Visite a Argentina: Um dos principais destinos dos brasileiros
  • Em breve iremos divulgar um roteiro de 3 dias em Buenos Aires, fique atento e se inscreve para receber nossas notificações por e-mail.
  • Por último, o Blog Fefa pelo Mundo deu dicas incríveis sobre como fazer um “Bate e Volta de Buenos Aires para Tigre

6 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre mim
o que fazer em holambra - conhecer os campos de girassóis

Izabela

Sou apaixonada por musica, hambúrgueres artesanais e principalmente viagens. Estou sempre tentando aprender com os lugares e pessoas que conheço na estrada da vida.

Siga nas redes sociais
- Publicidade -

Junte-se à nossa comunidade de viajantes e receba dicas exclusivas, descontos e novidades!

- Publicidade -

Você sabe se tem DIREITO a
CIDADANIA EUROPEIA?

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência ao usuário. Consulte a nossa Política de Privacidade.