Pesquisar
Close this search box.

Ponta da Alcaíra (Arubinha), Arraial do Cabo: Dicas de ouro

ponta da alcaira arubinha

Localizada entre os bairros de Figueira e Monte Alto, especificamente nas margens da Lagoa de Araruama, a Ponta da Alcaíra, também conhecida como Arubinha vêm ganhando popularidade em Arraial do Cabo.

E não é para menos, já que a região conta com cenários comparados ao Caminho de Moises em Maragogi e até as paisagens das Ilhas Maldivas.

E a razão para isso é muito simples, já que na maré baixa é possível aproveitar, ao mesmo tempo, as águas tranquilas da Lagoa Araruama e o mar de Arraial do Cabo. Tudo isso dividido apenas por uma faixa de areia.

Mas, apesar da beleza, existem motivos para esse pedacinho da Região dos Lagos ser pouco visitado. E o principal deles é o acesso até o local.

 

Como chegar a Ponta da Alcaíra?

Antes de mais nada, é importante comentar que o Blog Mundo Viajante é baseado nas experiências vividas por mim, ou seja, alguns podem discordar dessas percepções.

ponta da alcaira arubinha

Porém, vamos ao que interessa: Como chegar a Ponta da Alcaíra (Arubinha)?

Bom, se tratando de Google Maps, fique tranquilo, pois não tem como errar o trajeto. Mas, aqui na verdade, a grande questão é o tipo de transporte escolhido.

Digo isso, porque quando levantamos a ideia de ir até Arubinha (aliás, por indicações de viajantes que conhecemos em Arraial) as opiniões foram extremamente divergentes.

Entre aqueles que indicavam a contratação de um passeio de buggy ou 4×4 e os moradores locais que diziam que um carro de passeio passaria pela estrada tranquilamente.

Além desses, também vimos mochileiros que fizeram o caminho de Arraial do Cabo até Arubinha de bike (O dia todo pedalando, eu sinceramente não aguentaria kkk). Visto que do centro de Arraial até a Ponta da Alcaíra são 30 km.

E por fim, conhecemos uma galera que pegou um Uber até Figueira e de lá seguiu o restante do caminho a pé. E na volta fizeram o inverso, porém pegando um ônibus de Figueira até Arraial.

 

Mas, e ai, como chegamos até Ponta da Alcaíra (Arubinha)?

Como somos mulheres destemidas, em especial a maravilhosa (Carol), resolvemos apostar na opção que naquele momento parecia a mais aceitável: Ir de carro popular, em especifico de Crossfox.

O resultado foi o seguinte (risos de nervoso kk), no primeiro atoleiro já não passamos. Isso mesmo, depois passar por Figueira e começar o caminho pela estrada de chão, simplesmente atolamos no primeiro buraco.

crossfox arubinha

Mas, como todo castigo pra viajante é pouco, logo em seguida vimos carros 1.0 passando, isso porque existem caminhos alternativos (não que sejam 100% seguros de atolamento).

E ai começou o nosso tour, onde de uns 7 carros que passaram por nós, 3 realmente resolveram ajudar. Dentre eles, um bugueiro – chamado Miller – que parou o seu passeio para salvar a gente (estávamos em 3 meninas).

Aliás, para aqueles que buscam contratar o passeio de buggy para Ponta da Alcaíra (Arubinha) indicamos a Civitatis, que oferece segurança, parcelamento em até 12x e principalmente o famoso cancelamento grátis.

ponta da alcaira arubinha
Depois do perrengue em Arubinha

Além disso, tivemos ajuda de um carro que cedeu a corda e outro que puxou o Crossfox. Além da galera que fez força para tirar o carro do buraco.

E caso algum de vocês um dia chegue nesse post, fico imensamente feliz por terem cruzado o nosso caminho. Desejo muita luz e energias positivas na vida de vocês.

Por fim, tiramos o carro do atoleiro. E já que estávamos no meio do caminho, então decidimos fazer o restante do trajeto andando.

caminhonete 4x4 arubinha
@carolinammotta

Mas, nesse momento, minha falta de vergonha na cara, me fez pedir uma carona para um dos carros que estavam indo para a Ponta da Alcaíra.

crossfox arubinha

A grande questão é que o carro não era cabine dupla, então pedi se podiam levar a gente na carroceria. Graças a Deus eles aceitaram e até tinham um dog imensamente fofo passeando com eles.

ponta da alcaira arubinha

No fim chegamos até Arubinha e aproveitamos muito mesmo, mas antes do sol se pôr fomos andando até onde deixamos o carro (pouco antes de onde atolamos kkk). E terminamos o dia com mais um perrengue de viagem pra contar.

 

Ponta da Alcaíra (Arubinha): Ir de 4×4 ou carro de passeio? Qual a melhor opção?

Agora vamos ao que interessa pra quem ficou na dúvida de como chegar até a Ponta da Alcaíra.

Se você é daqueles que não quer de jeito nenhum passar algum tipo de perrengue, sem sombra de dúvidas contrate o passeio de buggy para Arubinha.

Já se você, assim como eu, é mais aventureiro, a melhor opção é deixar o seu carro estacionado antes do primeiro atoleiro e ir caminhando até Alcaíra (Em média 45 minutos).

Porém, existem aqueles que não estão de carro, então ir de Uber ou ônibus até Figueira. E de lá ir até Arubinha caminhando também é uma opção.

Por fim, de jeito nenhum indico ir de bike, mas essa é apenas a minha percepção.

DICA DE OURO: PASSEIO DE BUGGY PARA ARUBINHA

Informações práticas sobre a Ponta da Alcaíra

ponta da alcaira arubinha

Quanto custa o Uber de Arraial até Figueira?

No mínimo R$ 50, dependendo do ponto de partida de Arraial.

Quanto custa o ônibus de Arraial até Figueira?

A linha local 341 tem o custo médio de R$ 4,15 por pessoa. Mas, os horários são bastante limitados.

Quanto custa o passeio de buggy para Arubinha?

Em média R$ 450, podendo ser dividido em até 3 pessoas.

Qual a distância de Arraial até a Ponta da Alcaíra?

Em média são 30 km de distância, dependendo do ponto de partida de Arraial.

Qual a distância de Figueira até a Ponta da Alcaíra?

Em média 10 km de distância, saindo do centro de Figueira.

 

O que fazer na Ponta da Alcaíra?

Aqui vale a pena comentar que a Ponta da Alcaíra não possui qualquer infraestrutura, ou seja, leve tudo o que precisar para passar o dia, inclusive comida.

ponta da alcaira arubinha

A região está ficando conhecida agora pelo turismo popular, mas em grande parte ainda é frequentada por 2 principais grupos: Moradores locais e praticantes de Kitesurf.

Então, aproveite o dia para ter momentos tranquilos, sem som alto, sem incomodar ninguém e principalmente só vá para Arubinha com o intuito de relaxar.

Por fim, se você tiver a oportunidade de ver o pôr do sol, aproveite! Li em outros blogs que a vista é sensacional.

 

Dicas sobre Arraial do Cabo?

Arraial do Cabo conta com diversas outras praias e passeios. Sendo que aqui no blog já temos todas as dicas publicadas.

ponta da alcaira arubinha

Em relação, as praias, fizemos a seleção das melhores praias de Arraial do Cabo, como por exemplo, Prainha, Praia dos Anjos, Praia do Forno, Praia Grande, Ilha do Farol, Pontal do Atalaia e Praia Brava.

Além de dicas sobre como chegar, onde se hospedar, onde comer e o que fazer em Arraial do Cabo. E para fechar com chave de ouro, também selecionamos as melhores trilhas da cidade e indicamos o melhor passeio de barco da região.

 

Dicas para não cair em ciladas

Se você acompanha o nosso blog, já sabe que fazemos parte do Grupo Viagens por Escrito, onde o tema desse mês são dicas para não cair em ciladas. Portanto, não deixe de conferir:

 

Afinal, vale a pena conhecer a Ponta da Alcaíra?

Com certeza sim, principalmente se você busca tranquilidade e lugares ainda pouco visitados. Mesmo assim, como comentamos nesse post, é importante ficar atento a melhor forma de chegar até a região.

Dito isso, chegamos ao fim das nossas dicas sobre a Ponta da Alcaíra (Arubinha). Mas, caso você tenha duvidas ou sugestões, deixe o seu comentário, pois ficaremos felizes em responder e não deixe de seguir o @blogmundoviajante no Instagram!

47 respostas

  1. Uau. Adorei as dicas da Ponta da Alcaira, Arubinha. Estou indo mes que vem para lá e vou seguir suas dicas de ouro. Obrigada por compartilhar. Beijinhos

      1. Nos fomos em grupo de 5 pessoas, nosso carro era doblo,agarramos mas tinha pessoas para ajudar a tirar,foi uma aventura 😋 gostosa ,,kkkkkk amei a 🌴 🏖 ,praia,tanto que estamos voltando na próxima semana, só que agora será de troller,4×4…

        1. Muito bom quando essas aventuras se transformam em historias para contar e rir, até pq os momentos bons que passamos são os nossos bens mais valiosos da vida 😀

  2. Que lugar lindo! Não tivemos a oportunidade de conhecer ainda! Sou totalmente avessa a desventuras rsrsrs, já anotei o telefone do bugueiro pra evitar o perrengue! Obrigada por compartilhar. Bjo

  3. Gostei muito das suas dicas em Ponta da Alcaira. Ainda bem que tiveram boas pessoas a cruzar o vosso caminho e que vos ajudaram.

  4. Hahahaha tive que rir com as fotos do perrengue, mas saiba que me identifiquei porque – como contamos lá no blog – também temos uma lista deles! Obrigada pelas dicas, o lugar parece lindo demais mas, para evitar perrengues evitáveis (nosso mantra por aqui hahaha), com certeza iríamos com alguma agência!

    1. Oi Jenny, mas o que resta pra gente é rir mesmo haha Exatamente, é um perrengue fácil de evitar, só eu que percebi isso tarde demais, abraços 🙂

  5. Genteee, é simplesmente lindo. Passei perregue, mas no fim vale muito a pena. Carro atolou na areia, precisamos da ajuda de 7 homens para tirar, alguns até turistas de fora do Brasil, sem contar os arranhões que o carro sofreu pelo percurso, mas o lugar é sensacional. Espero voltar com certeza. Levei minha filha de 11 meses a primeira vez na praia e não podia ter sido lugar melhor. Um lugar para ser lembrado para sempre.

    1. Oi Meryele, fico feliz que no final deu tudo certo 😀 E já fica como história entre mãe e filha, inclusive ela já está no modo aventura né haha

  6. Interessante, ontem conversei com amigos sobre conhecer esse paraíso. Lerei toda matéria atentamente, assim que fizer o passeio (em breve) voltarei para contar a experiência. Tenho 70 anos, moro em Araruama, gosto muito de conhecer lugares que dão prazer a vida..

    1. Oi Ivone, realmente conhecer lugares assim fazem a vida valer ainda mais a pena. Aguardo o seu retorno aqui no blog para compartilhar a sua experiência em Arubinha. Abraços 🙂

    1. Oi Paty, conheci um pessoal que foi antes de mim e não tiveram qualquer problema indo de Figueira a pé para Arubinha. Mas, lembre-se que é uma boa caminhadinha 😉

  7. Excelente resenha sobre a “Arubinha” Fluminense, bem completa e descontraída. O perrengue do atoleiro deve ter sido tenso, mas sempre aparece uma mão divida. rs
    Parabéns pela resenha e belas fotos!
    Abraço

  8. Se não for 4×4, quadriciclo, bugre ou caminhonete…esqueça..!!!!! De moto ou carro é preciso conhecer os lugares certo de passar..!!!! Não insistam…quando começar a estrada chão, os primeiros 2 km é suportável…os outros dois últimos quilômetros e atolar e desesperar naquela sol escaldante e as pessoas vão passando e vc ficando atolado, duas, três, quatro, cinco vezes…desisti, voltei e quando fui pegar o bugre, descobri que não vende nada por lá, só em temporadas…tem que perguntar…aí vou visitar da próxima vez, mas deixando o carro ou moto estacionado e indo de bugre..!!!!

    1. Realmente é complicado e o seu relato é muito parecido com a minha experiência. Inclusive para quem não quiser passar pelo perrengue, indicamos que reservem: https://www.civitatis.com/br/arraial-do-cabo/tour-buggy-arubinha/?aid=13206&cmp=arubinha

      Ahh essa opção é com cancelamento grátis e parcelamento em até 12x. Por fim, lembre-se que o barato pode sair caro, então vale a pena o investimento que te garante zero preocupações haha

      Obrigado pelo seu relato e forte abraço 🙂

  9. Amei, suas fts e suas dicas. Parabéns, pelas belas fts. Eu e meu marido queremos mt conhecer esse lugar, mas queremos fzr a trilha. Somos trilheiros e estamos acostumados com perrengues, mas no mato. Nada de ficar atolado na areia, q não deve ser nada bom. Dá pra fzr numa boa? 🤔

    1. Oi Lu, primeiro fico muito muito feliz que você gostou do blog e das dicas 🙂
      Então, na verdade não é uma trilha, é apenas um caminho de estrada de chão com diversos atoleiros. Mas, se vocês já estão acostumados a caminhar, indico deixar o seu carro antes do primeiro atoleiro e seguir caminhando até Arubinha (basta seguir a estrada por uns 40 minutos, então não tem erro). Pois, se você for caminhar de Figueira (a cidade em si) até lá o caminho será extenso e cansativo.
      Ahh depois volta aqui pra comentar como foi a sua experiência 🙂

  10. Gostaria de deixar registrado que a Ponta da Alcaíra, que vocês estão apelidando de Arubinha, fica no bairro de Novo Arraial e não Figueira! E quanto a monte alto, está bem mais distante ainda. E quando estiverem por lá, peço por gentileza que recolha seu lixo.

  11. Meninas, fiquei curiosa em relação à Maré… Sabem se em algum momento do dia ela sobe e consome a faixa de areia? Obrigada! 🙂

    1. Oi Raiane, tirando em casos de chuvas extremas, a maré costuma se manter como nas fotos. Já que um lado é formado pela Lagoa de Araruama e outro pelo mar de Arraial do Cabo. Abraços 🙂

  12. Izaaa, fiz meu passeio pela Civitatis e foi tudo incrível. Eu e meu noivo amamos, o lugar é ainda mais lindo pessoalmente haha

  13. Olá querida boa noite. Td bem? Gostaria de fazer pequenas ressalvas nas informações do seu BLOG sobre a Ponta da Alcaíra, em Arraial do Cabo. Não é Lagoa (correto LAGUNA) de um lado e mar do outro (incorreto). Trata-se apenas de uma Laguna e é como se ela fosse cortada ao meio pela faixa de areia. A Laguna se origina no Forte de São Mateus, em Cabo Frio, precisamente, na Boca da Barra. E é Laguna porque tem passagem para o mar. Se não tivesse passagem o nome aí sim, seria LAGOA.

  14. Eu e minha família seguimos as digas daqui. Afirmo que foi tudo perfeito e vou acrescentar algumas. Fui de Buggy a partir de Alcaíra e levei barraca, cooler com bebidas e snacks. Lá são poucas opções, mas tem algum suporte. Os pedidos demoram, por isso é bom se programar e levar alguma coisa. Na volta, passamos na praia da Figeira, bar da Andréia e saboreamos petiscos gostosos, sem muito luxo, mas valeu a pena. Destaque para o Bugueiro Rodrigo, atencioso e ainda por cima faz um Plus na volta com uma paisagem absurdamente linda. Por fim, se estiver de carro, não vá até a ponta, pois VAI atolar, mas pegue o transfer (50,00/pessoa em 01/2024) ida e volta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre mim
o que fazer em holambra - conhecer os campos de girassóis

Izabela

Sou apaixonada por musica, hambúrgueres artesanais e principalmente viagens. Estou sempre tentando aprender com os lugares e pessoas que conheço na estrada da vida.

Siga nas redes sociais
- Publicidade -

Junte-se à nossa comunidade de viajantes e receba dicas exclusivas, descontos e novidades!

- Publicidade -

Você sabe se tem DIREITO a
CIDADANIA EUROPEIA?

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência ao usuário. Consulte a nossa Política de Privacidade.