PortugueseEnglishSpanishFrench
PortugueseEnglishSpanishFrench

O que Fazer em Mendoza na Argentina: Roteiro e Guia Completo

Localizada na fronteira entre Chile e Argentina, a cidade de Mendoza é famosa pelo turismo de inverno. Quer saber o que fazer em Mendoza? Como chegar e onde se hospedar? Então, confira o nosso guia completo sobre Mendoza:

 
mulher fotografando paisagens na neve

 

Confira também: Tour de bike em Maipú

 

 

Sobre Mendonza na Argentina

 

 

 

A cidade foi fundada em 1561 pelo governador da província do Chile e tornou-se argentina em 1778, quando a fronteira entre os dois países passou a ser demarcada ao longo dos Andes.

 

 

 

Com mais de 1 milhão de habitantes Mendoza fica localizada nas proximidades da montanha mais alta da América Latina. 

 

 

Quando ir em Mendoza

 

 

Famosa pelos passeios de inverno que encantam com a neve, os termômetros podem marcar até temperaturas negativas em julho.

 

 

 

Apesar disso, no verão Mendoza é marcada pela escassez de chuvas e temperaturas marcando 30º. 

 

 

Como chegar em Mendoza 

 

O Aeroporto Internacional El Plumerillo fica 8km ao norte do centro de Mendoza. Uma opção alternativa aos taxis para ir em direção ao centro da cidade é a linha 68 que sai do aeroporto.  Já o Terminal del Sol localiza-se a menos de 1km da Avenida Videla.

 

Sobre as origens dos voos para Mendoza, há partidas regulares das cidades Buenos Aires, Neúquen, Bariloche, Cordoba, Tucumán e Iguazu.
 

 

No geral, todas as formas de ingresso a cidade são muito tranquilas e fáceis. Inclusive caso seja uma viagem familiar é muito valido alugar um carro para explorar os pontos turísticos mais distantes de Mendoza. 

 

Hospedagem em Mendoza na Argentina

 

 

Mendoza é uma cidade ideal para qualquer tipo de viagem e por isso existem muitas opções de hospedagem. 

 

 

 

No caso de viagens românticas podemos indicar algumas opções como: Mendoza Cordillera

 

 

 

Já para aqueles que buscam um lugar econômico e bem localizado indico onde me hospedei: Hostel Suites Mendoza, na diária – em quarto feminino compartilhado – já estava incluso café da manhã simples e um edredom fino.
 

 

Bom, o hostel é realmente econômico e simples. Então, seria apenas indicado para viajantes aventureiros que estão em grupo ou sozinhos.

 

 

O que Fazer em Mendoza 

 

 

Apesar de a Montanha Aconcágua ser o motivo da chegada de milhares de montanhistas a Mendoza, a proximidade com a Cordilheira dos Andes não é o único atrativo desse lugar lindo. 

 

City Tour

 

 

Geralmente não sou fã de ônibus turísticos, mas gostei desse que incluía mais de 20 pontos turísticos e funciona via sistema de Hop on – Hop off, onde o visitante pode subir e descer do ônibus turísticos dentro de 24 horas desde a compra do ingresso. 

 

O ingresso pode ser comparado diretamente em Mendoza – na Peatonal y San Martín ou Plaza Independencia – inclui mapa informativo com todas as informações que o visitante precisa saber, como os locais de parada, horários, dicas etc.

 

 

E lembre-se de baixar o mapa informativo no site, nele estarão todas as indicações de como usar seu ingresso chegando em Mendoza. 

 

 

 

Sobre um dos principais pontos turísticos, temos o Parque San Martin: Criado em 1986, com uma área de 400 hectares, o parque reúne cerca de 550 espécies vegetais, todas trazidas de outras regiões, já que a área de Mendoza é originalmente desértica. 

 

 
parque com arvores
 
parque com arvores e uma fonte de agua
 
parque com arvores
 
 

 

Acuario de Mendoza: É um aquário pequeno e indicado para aqueles que gostam de lugares alternativos. 

 

 
dois peixes de agua doce, um azul e outro laranja
 
2 crocodilos dormindo
 

 

Cerro de la Gloria: O último ponto de parada é o Cerro de La Gloria, o morro que abriga o monumento em homenagem à campanha do exército libertador comandado pelo general San Mártin. 

 

 
estatua de bronze do general martin
 

 

Estádio Malvinas Argentinas: Construído para o mundial de futebol de 1978 é considerado o estádio coberto mais importante de Mendoza. 

 

 
mapa turistico colorido da cidade de mendoza
 

 

No total o roteiro do City Tour contempla 20 pontos turísticos e cada visitante pode escolher quais atrações ele gostaria de conhecer. 

 

 

Bodegas em Mendoza

 

 

 

As vinícolas de Mendoza são um dos principais atrativos da cidade, a maioria delas situa-se nos arredores da cidade como em Maipú e Luján de Cuyo. 

 

 

 

Entre as bodegas mais conhecidas estão a “La Rural”, “Bodega Trapiche” e “Bodega Alta Vista”. 

 

 
duas meninas abraçando uma garrafa grande de vinho
 

 

Para os amantes de vinhos e bikes, confira nosso post “Vinícolas de Maipú em Mendoza: Tour de Bike
 

 

Por último,  confira o post super legal do blog Viajando com Cintia: “Degustação na Bodega Nieto Senetiner em Mendoza” 

 

 

 

Plaza Independencia 

 

 

 

Existem inúmeras praças na cidade de Mendoza e a Plaza Independencia se tornou um dos pontos turísticos mais conhecidos por abrigar a famosa feirinha de artesanato e apresentações musicais de tempos em tempos. 

 

 
pisca pisca escrito mendoza
 

 

Além disso, à noite o chafariz central é iluminado com pequenos piscas-piscas de luzes. 

 

 

 

Plaza San Martin 

 

 

 

Declarado Lugar Histórico em 1942, o espaço abriga um monumento em homenagem ao General José de San Martín, herói nacional responsável por campanhas decisivas para a libertação argentina do domínio espanhol. 

 

 
estatua de bronze de um homem em cima de um cavalo
 

 

Acabei indo na Plaza San Martin por um acaso quando andava pelas ruas do centro de Mendoza, indicado apenas para os turistas que tenham mais tempo livre na cidade. 

 

 

 

Estação de Esqui Los Puquios 

 

 

 

O parque de neve conhecido como Los Puquios é uma opção econômica e familiar próximo à capital de Mendoza.

 

 
estação de sky
 

 

Ideal para iniciantes devido suas pistas mais simples que facilitam o aprendizado e uma 1ª experiência com a neve. 

 

 

mulher de casaco vermelho na neve
 

 

Lembre-se que o equipamento e o acesso as pistas de esqui são pagas a parte. Se possível leve uma prancha simples de prática de skybunda na neve para se divertir. 

 

 

 

Se você quer saber mais sobre as melhores estações de esqui do Chile e Argentina, confira as dicas do Blog Dona Viagem.

 

 

Potrerillos

 

 

 

Potrerillos é um antigo povoado de quintas com produção agrícola consolidada a partir da implantação da Estação FFCC no final do século XIX. 

 

 
lago azul entre as montanhas
 

 

A cidade se encontra no departamento de Luján de Cuyo na Estância San Ignacio, no departamento de Las Heras. 

 

 
montanha da cordilheira dos andes cobertas de neve
 

 

Em Potrerillos, podemos ver a beleza da Cordilheira dos Andes e passear no centro do povoado. 

 

 
montanha coberta de neve
 

 

O ideal é combinar a visita a Puente del Inca com a cidade de Potrerillos, já que fazem parte da mesma rota. 

 

 

 

Puente del Inca

 

 

 

Pequeno vilarejo situado próximo à base do Aconcágua, a 2.720m do nível do mar e a 175k de Mendoza, incrustado em meio às montanhas. 

 

 
formacao rochosa amarela
 

 

O nome Puente del Inca vem da formação rochosa que passa sobre o rio Mendoza, como uma ponte natural. 

 

 
placa escrito puente del inca
 

 

O conjunto é complementado pelas ruínas dos banhos termais de um antigo hotel (já desativado), construído junto à ponte, por onde ainda correm as águas termais.

 

 
mulher na neve
 

 

Caso esteja com tempo e vá por conta própria, o expresso Uspallata é a melhor forma de acesso para a Puente del Inca.
 

 

Na beira da estrada, 2km antes de chegar ao vilarejo, está o Cementerio del Andinista, onde foram sepultados os corpos de alguns alpinistas que morreram na tentativa de subir o Aconcágua. 

 

 

 

Além disso, próximo ao povoado fica a popular estação de esqui Los Penitentes, aos pés da Cordilheira dos Andes, conta com 28 pistas de diferentes níveis. 

 

 

 

Altas Montañas Mendoza 

 

 

 

Com 6.962m de altitude a montanha mais alta das Américas está situada dentro de uma área protegida no Parque Provincial Aconcágua. 

 

 

 

O parque fica aberto diariamente das 8h-18h e o ingresso é livre para uma visita básica até o mirador da laguna Horcones, a uns 15 minutos da entrada.

 

 

 

Já para quem pretende fazer a trilha mais longa, consulte os valores. 

 

 

 

Para chegar no ponto mais alto da montanha o caminho mais comum é o que percorre os acampamentos pré-definidos, lembre-se de levar um mapa. 
 

 

Os outros dois caminhos alternativos são as vias Sul e Polaco, que exigem um conhecimento avançado de técnicas de escalada em gelo. 

 

 

 

A famosa Parede Sul, foi onde o montanhista Mozard Catão morreu em 1998 ao ser atingido por uma avalanche.
 

 

Em relação as últimas informações importantes: O registro dos alpinistas é feito na entrada do parque, próximo ao povoado de Puente del Inca e na Secretaria do Turismo de Mendoza.
 

 

Por último, para aqueles que pretendem escalar ou acampar no parque é necessário retirar uma autorização na Subsecretaria do Turismo de Mendoza, localizada na avenida San Martin.
 
mulher sorrindo com os olhos fechados

 

Os valores variam conforme o tempo da escalada, época do ano, local de subida e se é ou não uma expedição guiada. 

 

 
Quer participar do Tour de Trekking na Montaña Aconcagua: Click Aqui
 

 

Quando estive em Mendoza, não fiz a trilha da Montanha Aconcagua e apenas tirei uma foto em um ponto da estrada onde era possível avistar a montanha coberta de Neve. 

 

 

 

Termas de Cacheuta 

 

 

 

Um dos melhores programas em Mendoza com certeza é passar um dia no Termas de Cacheuta. 

 

 
mulher branca com o cabelo castanho se banhando em aguas termais
 

 

O local consiste em um conjunto de piscinas de pedras com diferentes temperaturas, o spa fica cercado pela Cordilheira dos Andes, local perfeito para um dia de relaxamento. 

 

mulher branca com o cabelo castanho se banhando em aguas termais

 

 

 

 

Possui a opção tanto do day-use das águas termais como também a opção de hotel no próprio complexo do Termas.

 

 

 

Quando fomos optamos pela primeira opção e foi um passeio muito divertido. 

 

 

 

Se quer comprar seu ingresso, adquira por esse link

 

 

 

Las Cuevas

 

 

 

Vilareijo na fronteira da Argentina com Chile, a 188km de Mendoza. A maior atração do lugar é o Cristo Redentor, estatual a 4 mil metros de altitude que marca a divisa dos dois países.

 

 

 

Para chegar, quem não estiver de carro deve tomar um ônibus em direção à fronteira, descer na estrada e subir caminhando, um trajeto único, em zigue-zague. 

 

 

 

Aproveite a visão do topo para ver a divisão entre Chile e Argentina.

 

 

 

Aristides 

 

 

 

Avenida Arístides Villanueva fica no centro de Mendoza, sendo o point de vida noturna da cidade.

 

 

 

Maipú em Mendoza

 

 

 

Em Maipú aproveitamos para fazer um tour de bicicleta nas Bodegas e foi uma das experiências de viagem mais divertidas que já tive. 

 

 
menina em uma bike com capacete
 

 

Se quer saber como chegar em Maipú, como alugar uma bicicleta e quais bodegas conhecer, confira nosso post sobre tudo o que você precisa saber sobre o Passeio de Bike em Maipú

 

 

Passeio Turístico 

 

 

 

No caso daqueles que estão sem carro em Mendoza, uma ideia interessante é a contração de um passeio turístico em grupo que leva os turistas para conhecer os principais pontos turísticos que ficam afastados do centro da cidade. 

 

 

 

Os passeios valem a pena em questão de preço, pois são em grupo – geralmente feitos por vans – e incluem o transporte. 

 

 

 

No geral estão inclusos no roteiro: Potrerillos, Puente del Inca, Mirante Aconcagua e Estação de Esqui Los Puquios.

 

Dicas sobre Mendoza

 

 

 

– Há um quiosque de informações turísticas na Av. San Martin em frente a Peatonal Sarmiento, eles são muito educados e fornecem todos os detalhes e dicas sobre a cidade. 

 

 

 

– Caso necessário você encontrará as principais casas de câmbio aos arredores da Peatonal Sarmiento. 

 

 

 

– A cada esquina na região central é possível encontrar as agências de turismo que oferecem inúmeros passeios, pesquise bastante antes de fechar.
 
 
Se gostou desse post segue o Mundo Viajante no Facebook
 
Conheça também nosso perfil no Instagram e Pinterest
 
Se tem dúvidas ou sugestões deixa seu comentário

 

 

 

6 respostas

  1. Eu nem de longe sabia que Mendoza tinha tanto o que fazer. Mas o que mais gostei foi Potrerillo e a Ponte Inca. Uma pena não ter ido quando tive a oportunidade mas um dia irei. Abraços

  2. Adorei seu post sobre o que fazer em Mendoza! E o mais legal é que está tão perto da gente neh! Achei incrível as paisagens e melhor ainda, banhadas de muito vinho!

  3. Adorei tuas dicas do que fazer em Mendoza. Erroneamente, só associava a cidade ao enoturismo. Agora, vou incluir mais dias no meu roteiro por lá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sobre mim

Izabela

Sou apaixonada por musica, hambúrgueres artesanais e principalmente viagens. Estou sempre tentando aprender com os lugares e pessoas que conheço na estrada da vida.

- Publicidade -

Junte-se à nossa comunidade de viajantes e receba dicas exclusivas, descontos e novidades!

- Publicidade -