Pesquisar
Close this search box.

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Roteiros de 1, 3, 5 e 7 dias

o que fazer na chapada dos guimaraes morro sao jeronimo

Já pensou em conhecer a famosa Chapada dos Guimarães? Se a resposta for sim, você chegou ao post certo. Já que hoje vamos falar sobre o que fazer na Chapada dos Guimarães em 1, 3, 5 e 7 dias.

Nossa jornada começa com dicas exclusivas sobre os principais pontos turísticos da região.

Desde as cachoeiras incríveis do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, onde você encontrará belezas naturais inesquecíveis, como a cachoeira do Véu de Noiva.

Até verdadeiras obras de arte esculpidas pela natureza ao longo de milênios, como as Cavernas Aroe Jari, um dos locais mais visitados da região.

E falando sobre obras primas da natureza, percorremos também o desafiador Morro de São Jerônimo, onde, lá do alto, temos uma visão panorâmica da Chapada dos Guimarães.

Mas, a aventura não para por aí! Já que dentre os encantos da Chapada dos Guimarães conhecemos as Cachoeiras do Paraíso, o Vale do Jamacá, e claro, a famosa Cidade de Pedra, uma verdadeira obra-prima da natureza.

E para finalizar essa jornada espetacular, mergulhamos no incrível Vale do Rio Claro, onde as suas águas cristalinas revelam um cenário de pura poesia.

E ai, já ficou encantado? Se sim, vêm com a gente nesse post e apaixone-se por um dos destinos mais lindos do ecoturismo brasileiro!

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Principais passeios

  1. Circuito Águas do Cerrado
  2. Circuito Cavernas Aroe Jari
  3. Cidade de Pedras
  4. Vale do Rio Claro
  5. Cachoeiras do Paraíso
  6. Vale do Jamacá
  7. Morro de São Jerônimo
  8. Parque Nacional

 

Onde fica? E como chegar à Chapada dos Guimarães?

A Chapada dos Guimarães é um destino de ecoturismo no Mato Grosso, localizada a 56 km da capital Cuiabá e apesar de parecer distante, essa é uma região bem acessível.

Sendo assim, para quem vem de fora do estado, o primeiro passo para embarcar nessa aventura, é chegar até a cidade de Cuiabá de avião, onde se encontra o principal aeroporto do estado.

Nesse caso, você pode consultar a Skyscanner que não só oferece ótimos preços de passagens aéreas, como também é uma das principais facilitadoras de viagens no Brasil e no mundo. Por isso, vale a pena conferir!

Depois de desembarcar em Cuiabá, você pode seguir viagem por conta própria e uma excelente alternativa é alugar um carro com a RentCars, assim como fizemos.

Por fim, temos a opção mais econômica e pratica para quem não pretende alugar um carro e/ou tem pouco tempo disponível na região, contratar um passeio de bate e volta saindo de Cuiabá.

Nesse caso, indicamos o passeio para Chapada dos Guimarães saindo de Cuiabá, da Civitatis. Onde, os visitantes têm direito a transporte completo, guia turístico credenciado e almoço já incluso.

E o melhor disso tudo são as facilidades oferecidas pela Civitatis, como cancelamento grátis com direito a reembolso integral e parcelamento no cartão de crédito.

 

Como circular na Chapada dos Guimarães?

Para quem pretende passar mais tempo na região, a melhor opção é alugar um carro, que também proporciona mais liberdade.

Outra opção é chegar de ônibus a Chapada dos Guimarães e depois se locomover pela região via passeios, o que é realmente muito prático e econômico.

Então, para evitar preocupações, alugue um carro ou contrate passeios com transporte incluso, ok? Dessa forma, você garante comodidade segurança em muitas situações.

Onde se hospedar na Chapada dos Guimarães?

Aliás, nem só de boas atrativos se faz a Chapada dos Guimarães, viu?

Ela também oferece hospedagens para todos os gostos e bolsos, permitindo que os turistas tenham as melhores experiências na cidade.

Sendo assim, que tal conhecer algumas opções econômicas e bem confortáveis para descansar?

Na Pousada La Belle de Jour você pode aproveitar o terraço, cozinha equipada, jardim, piscina ao ar livre e claro, passar o tempo que quiser nos quartos espaços que são a melhor parte da hospedagem.

Mas, você também pode escolher se hospedar num lugar mais simples como a Pousada Vilagio Chapada que também possui boas recomendações no Booking.

E para fechar nossa listinha de opções econômicas, indicamos a Pousada Beija-Flor, um cantinho familiar e super aconchegante.

Claro que opções mais luxuosas também não poderiam faltar em nosso roteiro, não é mesmo? E, como boas indicações:

A Pousada do Parque tem uma aparência cativante e é uma das principais hospedagens sofisticadas da Chapada dos Guimarães. Ela se encontra a 20 minutos do centro, possui estilo rústico e moderno!

Por fim, mas não menos importante, saiba que a Pousada Casa da Quineira também é o lugar perfeito para quem deseja ter ótimas experiências na Chapada.

Isso porque, o local dispõe de quartos para a família muito bem equipados, comodidades para todas as idades e fácil acesso aos principais atrativos da cidade!

E, para conhecer outras dicas de onde se hospedar na Chapada dos Guimarães, não deixe de ler nosso post exclusivo que apresenta as melhores opções na região!

 

 

Quando ir para Chapada dos Guimarães?

Contudo, não podemos deixar de falar também sobre a melhor época para curtir a região da Chapada dos Guimarães que é rodeada de cachoeiras.

Sendo assim, aqui vai no nosso maior conselho: aproveite o período de seca, ou o meio termo, que vai de abril a setembro.

Afinal de contas, durante os meses de outubro a março as chuvas de verão são mais constantes e o calor mais intenso. Além disso, essa é considerada como alta temporada, e, portanto, os preços costumam subir.

Então, recomendamos que você evite visitar a região em períodos de nebulosidade e com muita chuva, porque, as paisagens ficam prejudicadas e à possibilidade de ocorrência de trombas d’água é mais frequente.

Sendo assim, fique atento ao clima ao clima antes de marcar a sua viagem, ok?

Confira também: Turismo no Mato Grosso – Principais cidades turísticas

 

Quanto tempo ficar na Chapada dos Guimarães?

A Chapada dos Guimarães é um destino bem versátil, com atrações para você curtir por 1, 3, 5 e 7 dias, dependendo da sua disponibilidade.

Mas, indicamos no mínimo de 5 a 7 dias para percorrer os principais atrativos da região. Aliás, ficamos 7 dias e mesmo assim alguns locais ficaram de fora do nosso roteiro.

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Principais passeios guiados

Antes que você conheça as opções de lazer disponíveis na Chapada, é importante lembrar que os atrativos da região são divididos entre passeios livres e guiados, onde nesse último a contratação de um guia turístico credenciado é obrigatório.

Além disso, vale a pena destacar que os atrativos mais visitados da Chapada dos Guimarães estão no grupo dos passeios guiados, e, portanto, não é autorizada a entrada de visitantes desacompanhados.

Aliás, aqui vale a pena destacar a razão disso, na Chapada dos Guimarães, há áreas remotas e trilhas desafiadoras, e um guia experiente sabe como lidar com possíveis situações de risco, minimizando os perigos e prevenindo acidentes.

Um exemplo claro disso é que durante nossa expedição pela região encontramos cobras e outros pequenos animais silvestres, e, nosso guia da Civitatis, cuidou rapidamente disso e seguimos o nosso passeio de forma harmoniosa.

Portanto, contar com um guia turístico é um investimento valioso para uma jornada enriquecedora, segura e consciente neste paraíso do ecoturismo brasileiro.

 

1. Circuito Águas do Cerrado

O Circuito Águas do Cerrado é uma das principais opções sobre o que fazer na Chapada dos Guimarães, onde o acompanhamento de guias é obrigatório.

A atração pertence à Fazenda Buriti, uma propriedade particular que abriga uma das mais belas cachoeiras da Chapada dos Guimarães.

cachoeira das orquídeas circuito aguas do cerrado chapada dos guimaraes
Cachoeira das Orquídeas

Dentre as atrações estão: Cachoeira das Orquídeas, Cachoeira Pedra Encantada (uma das favoritas dos turistas), Cachoeira Alma Gêmea, Poço do Amor, Cachoeira do Coração, Cachoeira das Escadarias, Cachoeira do Sossego, Cachoeira do Mistério e Cachoeira Cambarrá.

Para mais detalhes sobre essas belezas naturais da região, confira o nosso post exclusivo sobre o Circuito Águas do Cerrado.

Dica de ouro: Contrate o seu passeio pelo Circuito Águas do Cerrado com total segurança e cancelamento grátis aqui!

 

2. Circuito cavernas Aroe Jari

Outra atração imperdível que você não pode deixar de conhecer na Chapada dos Guimarães é o Circuito de Cavernas Aroe Jari, localizado na Fazenda Água Fria.

Além disso, o passeio inclui outros atrativos além da Aroe Jari, como a famosa Gruta Azul e as incríveis Cavernas Kiogo Brado e Pobe Jari.

Caverna Kiogo Brado
Kiogo Brado

E como informação importante, existem três opções para realizar esse tour: a pé, de trator, ou misto e cada uma delas te priva (ou não) de conhecer algumas das atrações que esse paraíso esconde no meio das florestas do cerrado.

Explicamos sobre cada opção no nosso post exclusivo sobre as Cavernas Aroe Jari. Mas, vale a pena adiantar que o local é um dos mais visitados da região!

Dica de ouro: Contrate o seu passeio pela Fazenda Água Fria com total segurança e cancelamento grátis aqui!

 

 3. Cidade de Pedras

Paredões rochosos e águas cristalinas são o estilo rústico que faltavam em sua viagem, por isso, você não pode deixar de incluir a cidade de Pedras em seu roteiro sobre o que fazer na Chapada dos Guimarães.

A Cidade das Pedras é uma atração localizada no Parque Nacional e acesso só permitido acompanhado de um guia credenciado e através de um veículo 4×4.

Crista do galo chapada dos guimarães
Crista de Galo

A trilha possui dificuldade moderada e 3 km de extensão, mas o final compensa bastante já que somos recepcionados com os tantos mirantes e formações rochosas na Cidade de Pedras.

Com boas opções, não deixe de visitar a Crista de Galo que rende boas fotos, a nossa parada preferida do passeio.

E a melhor parte desse passeio é que ele é 2 em 1, onde os visitantes conhecem a Cidade de Pedras e o Vale do Rio Claro no mesmo dia!

Por fim, veja mais detalhes e paisagens sobre esse pedacinho do cerrado brasileiro no nosso post exclusivo sobre a Cidade de Pedras e o Vale do Rio Claro.

Dica de ouro: Contrate o seu passeio pela Cidade de Pedras e Vale do Rio Claro com total segurança e cancelamento grátis aqui!

 

4.  Vale do Rio Claro

O Vale do Rio Claro também é surpreendente e também uma excelente atração para se conhecer na Chapada dos Guimarães.

Isso porque, o lugar também é famoso por suas águas cristalinas e vegetação natural. Onde, os visitantes mergulham lado a lado com os peixinhos da região.

poço das antes vale do rio claro
Poço das Antas

Com certeza é uma das experiências mais lindas da Chapada dos Guimarães, e, portanto, é imperdível para qualquer visitante.

Aliás, falamos com mais detalhes sobre a flutuação no Rio Claro no nosso post exclusivio. Então, já sabe né? Basta acessar e conferir!

Dica de ouro: Contrate o seu passeio pela Cidade de Pedras e Vale do Rio Claro com total segurança e cancelamento grátis aqui!

 

5. Cachoeiras do Paraíso

Claro que dentre os tesouros da Chapada dos Guimarães, as Cachoeiras do Paraíso não poderiam ficar de fora.

Isso porque, aqui temos um lugar recém-inaugurado da região, ou seja, é perfeito para quem gosta de sossego e tranquilidade.

cachoeiras do paraiso chapada dos guimaraes

Sendo assim, essas belezinhas merecem um espaço especial na sua lista de o que fazer na Chapada dos Guimarães!

E inclusive demos todas as dicas para quem pretende visitar a região no nosso conteúdo personalizado sobre as Cachoeiras do Paraíso!

Dica de ouro: Contrate o seu passeio pelas Cachoeiras do Paraíso com total segurança e cancelamento grátis aqui!

 

6.  Vale do Jamacá

O Vale do Jamacá também é um dos paraísos naturais do nosso destino e por isso, merece um lugar especial no seu roteiro de o que fazer na Chapada dos Guimarães.

Por aqui, a diversão é sempre garantida e como atrações, você pode conhecer a Cachoeira do Jatobá, Cachoeira das Fadas e a Cachoeira do Cipó.

cachoeira do indio vale do jamaca chapada dos guimaraes
Cachoeira do Índio

Além da famosa Cachoeira do Índio, onde o tempo e a natureza esculpiram em pedra uma imagem que lembra o perfil de um índio. Legal, né?

Claro que temos um post completinho desse pedacinho da Chapada dos Guimarães, então, confira nossas dicas sobre o Vale do Jamacá!

Dica de ouro: Contrate o seu passeio pelo Vale do Jamacá com total segurança e cancelamento grátis aqui!

 

7.  Morro de São Jerônimo e Casa de Pedras

Se você busca por boas aventuras no Mato Grosso, que tal um trekking pelo Morro de São Jerônimo com direito a uma visita a famosa Casa de Pedras?

Você com certeza vai se surpreender com este lugar!

Isso porque, o Morro de São Jerônimo é um dos pontos mais altos do Parque Nacional, com aproximadamente 836 metros de altitude, o que contribui para que a vista também seja lindíssima, não é mesmo?

Morro Sao Jeronimo Chapada dos Guimaraes
Morro de São Jerônimo

Pois bem, depois de passar por atrações lindas e caminhar 8 km, chegamos ao Morro de São Jerônimo que proporciona ótimas vistas da Chapada e claro, um bom momento para fazer registros

Já a Casa de Pedra é uma gruta de arenito esculpida pelo próprio Rio da Independência que serviu de abrigo aos homens da Coluna Prestes e de escravos fugitivos.

Gostou? Então, confira nossa experiência pelo Morro de São Jerônimo e assim como nós, viva um desafio na Chapada dos Guimarães!

Dica de ouro: Contrate o seu passeio pelo Morro de São Jerônimo com total segurança e cancelamento grátis aqui!

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Outros passeios guiados

Como comentamos anteriormente, a Chapada dos Guimarães conta com diversas atrações, e infelizmente não tivemos tempo para conhecer todas elas.

Mas, mesmo assim, iremos descrever quais são e assim vocês leitores do Blog Mundo Viajante, podem incluí-las na listinha do que fazer na Chapada dos Guimarães.

Aliás, se você for a alguma delas, volte aqui e conte nos comentários como foi a sua experiência. Nós ficaremos felizes em saber!

 

8. Mandala dos Anjos

A Mandala dos Anjos fica localizada em uma propriedade particular, mas mesmo assim é uma atração que vale a pena você conhecer.

Isso porque, o espaço e mágico e cheio de espiritualidade, que visa fazer o bem a todos os seus visitantes!

Em resumo, aqui encontramos as maiores mandalas do mundo com aproximadamente 72 anjos em um círculo de que representa a jornada evolutiva do ser humano.

Cada parte desse círculo de poder tem um significado, que você pode descobrir à medida que se permitir.

 

9. Pinturas Rupestres

Por fim, mas não menos importante, que tal conhecer as tão famosas e populares pinturas rupestres?

Isso mesmo, a Chapada dos Guimarães conta também com sítios arqueológicos de pinturas rupestres espalhados pelos seus atrativos.

Onde, os principais estão na Ponta do Claro, na Lapa do Frei Kanuto e no Letreiro dos Bugres.

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Passeios autoguiados

Claro que além dos passeios que são obrigatórios o acompanhamento de um guia, também encontramos atrações que são autoguiáveis, ou seja, que fazemos por conta própria.

E, como boas opções para você se aventurar pela Chapada dos Guimarães, recomendamos:

 

10. Circuito das Cachoeiras do Parque Nacional

Essa sem dúvidas é também uma das principais atrações da Chapada dos Guimarães e por isso, você não pode deixar de percorrer o circuito.

véu de noiva chapada dos guimaraes
Véu de Noiva

Localizado dentro do Parque Nacional, a entrada é gratuita e você pode seguir as trilhas indicadas para conhecer as melhores cachoeiras da região e claro, tomar um banho de lavar a alma.

Mas, aqui valem algumas dicas, a primeira é relembrar que o circuito tem o total de 7 cachoeiras, ou seja, é ideal para quem já tem a mínima experiência com trilhas.

prainha chapada dos guimaraes
Prainha

Dentre essas cachoeiras estão: Veú de Noiva, Cachoeira do Pulo, Cachoeira dos Degraus, Prainha, Piscinas Naturais, Cachoeira das Andorinhas e a Cachoeira Independência.

Todos os detalhes sobre elas, você pode conferir no nosso post exclusivo sobre a trilha autoguiada no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.

Por fim, vale a pena lembrar que é necessário chegar até às 12h para percorrer o circuito, depois desse horário o ICMBIO não permite a entrada de visitantes.

 

11. Mirante Alto do Céu

O Mirante Alto do Céu é um dos mirantes mais deslumbrantes e populares da Chapada dos Guimarães.

Ele oferece uma vista panorâmica espetacular da região, proporcionando aos visitantes uma visão privilegiada das paisagens exuberantes da chapada.

O acesso ao Mirante Alto do Céu geralmente é feito por meio de uma trilha de caminhada que pode variar em dificuldade, mas o esforço é recompensado pela vista magnífica do topo.

A partir do mirante, é possível observar os impressionantes paredões de arenito, as formações rochosas únicas, os vales profundos e as vastas áreas de cerrado, que são características marcantes da Chapada dos Guimarães.

O mirante é um local ideal para contemplar o pôr do sol ou o nascer do sol, oferecendo uma experiência verdadeiramente mágica e memorável.

A imensidão da paisagem e a sensação de estar no topo do mundo conferem uma atmosfera especial ao local, tornando-o uma parada obrigatória para os turistas que visitam a região.

 

12. Mirante Centro Geodésico

O mirante oferece uma vista panorâmica deslumbrante das belezas naturais da Chapada dos Guimarães, proporcionando aos visitantes uma visão privilegiada das imensas planícies, cânions, serras e vales característicos da região.

Além da vista espetacular, o Mirante Centro Geodésico é também um lugar simbólico, sendo possível encontrar uma placa que indica a localização do ponto geodésico central do Brasil.

A caminhada até o mirante pode ser um pouco íngreme, mas o esforço é recompensado pelas vistas espetaculares e pela sensação única de estar no centro geográfico do país.

É um local imperdível para os turistas que desejam contemplar a grandiosidade da natureza brasileira e vivenciar uma experiência única na Chapada dos Guimarães.

 

13. Balneário Salgadeira

O Balneário da Salgadeira oferece uma excelente estrutura para receber os turistas, onde sua principal atração é a famosa Cachoeira da Salgadeira.

Além disso, para quem visita o complexo, ainda pode conhecer suas piscinas naturais que são ótimas para banho, os mirantes que proporcionam vistas lindas, as trilhas, passarelas, banheiros, parquinho e estacionamento.

Aqui a entrada é gratuita, mas é necessário pagar estacionamento e os horários de funcionamento são das 08h às 18h, todos os dias.

 

14. Balneário Paciência

O Rio Paciência possui águas transparentes e é um atrativo e tanto para você conhecer durante a sua viagem.

Isso porque, além do fácil acesso, essa atração proporciona um belo banho de rio, recomendado inclusive, para crianças acompanhadas já que a profundidade chega a 1,50m.

Vale muito a pena conhecer!

 

15. Cachoeira dos Namorados e Cachoeirinha

A Cachoeira dos Namorados é uma das cachoeiras mais famosas da Chapada dos Guimarães.

Ela recebe esse nome por causa da lenda de um casal de índios apaixonados que teria se jogado de suas quedas d’água, e desde então, o lugar é conhecido como Cachoeira dos Namorados.

A cachoeira é cercada por uma paisagem exuberante de cerrado e possui uma bela queda d’água que forma uma piscina natural convidativa para um mergulho refrescante.

É um lugar popular entre os turistas que visitam a região em busca de beleza natural e tranquilidade.

Já a Cachoeirinha é outra atração encantadora na Chapada dos Guimarães. É conhecida por sua beleza delicada e por proporcionar um ambiente mais calmo e relaxante.

A cachoeira possui uma queda menor em comparação com a Cachoeira dos Namorados, mas o ambiente ao redor é igualmente encantador, com uma vegetação exuberante e piscinas naturais perfeitas para banhos relaxantes.

A Cachoeirinha é uma excelente opção para os visitantes que buscam um local mais tranquilo para apreciar a natureza e recarregar as energias.

 

16. Cachoeira da Geladeira

A Cachoeira da Geladeira recebe esse nome devido à água cristalina e refrescante que parece “gelar” quem se banha em suas piscinas naturais.

Ela é alimentada pelas águas do Rio Coxipó e oferece uma queda d’água espetacular, cercada por uma exuberante vegetação típica do cerrado brasileiro.

O acesso à Cachoeira da Geladeira geralmente é feito por meio de uma trilha de caminhada de dificuldade moderada, o que permite aos visitantes apreciarem a beleza natural da Chapada dos Guimarães durante o percurso.

Ao chegar, os visitantes são recompensados com a oportunidade de nadar em suas águas refrescantes e relaxar nas piscinas naturais cercadas pela natureza exuberante.

Além do mais, a cachoeira é um local perfeito para os amantes de fotografia, pois oferece cenários incríveis para capturar momentos inesquecíveis da viagem.

 

17. Cachoeira do Marimbondo

A Cachoeira do Marimbondo é formada pelas águas do Rio Marimbondo e apresenta uma queda d’água majestosa, que cai de uma altura considerável em uma piscina natural abaixo.

O cenário é cercado por uma exuberante vegetação de cerrado, proporcionando um ambiente tranquilo e revigorante para os visitantes que desejam desfrutar de momentos de paz e relaxamento.

O acesso à Cachoeira do Marimbondo geralmente é feito por meio de trilhas de caminhada, que podem variar em dificuldade, dependendo da rota escolhida.

Durante a caminhada até a cachoeira, os visitantes têm a oportunidade de apreciar a rica biodiversidade do cerrado e se conectar com a natureza exuberante da Chapada dos Guimarães.

 

18. Cachoeira da Martinha

A Cachoeira da Martinha é na verdade, um complexo composto por 5 quedas d’água formadas a partir do Rio Cascata, onde também se encontram alguns sítios arqueológicos com muita história para contar do período colonial.

As cachoeiras são ideais para banho e contam com um grande volume de água. Além disso, o complexo oferece um bar e restaurante, com estacionamento e banheiros logo na entrada.

 

19. Cachoeira do Pingador

Localizada em uma propriedade privada da Água Fria, a Cachoeira do Pingador também é uma excelente opção de o que fazer na Chapada dos Guimarães.

A queda d’água possui 12 metros de altura terminando em uma agradável piscina natural, que tem até areia, lembrando muito uma praia.

 

20. Cachoeira da Mata Fria

Localizada na estrada de Cuiabá, no Parque Nacional, a Cachoeira da Mata Fria possui três quedas d’água e três lagos para banho bem agradáveis.

A cachoeira é formada pelas águas cristalinas do Rio Mutuca e apresenta uma queda d’água imponente, que despenca de uma altura considerável, criando uma atmosfera de beleza e serenidade.

O cenário ao redor é caracterizado por uma vegetação exuberante de cerrado, proporcionando um ambiente acolhedor e natural para os visitantes.

 

21. Cachoeira da Pedra Furada

Formada pelo Rio Cascata, temos a Cachoeira da Pedra Furada, que é uma atração incrível para se conhecer durante a viagem para Chapada dos Guimarães.

Como curiosidade, você sabia que esta é uma cachoeira que aparece apenas algumas vezes durante o ano? SIM! Apenas na época de cheia, que ocorre de março a dezembro.

Além disso, há um poço muito bom que você também não pode deixar de mergulhar enquanto admira a paisagem.

 

22. Fecho do Morro

Para finalizar nossas indicações de o que fazer na Chapada dos Guimarães com chave de ouro, não deixe de conhecer Fecho do Morro que está localizado no Rio Cachoeirinha.

O Fecho do Morro recebe esse nome devido à sua aparência peculiar, assemelhando-se a um “fecho” de roupa, o que torna a formação uma imagem icônica da Chapada dos Guimarães.

O acesso ao Fecho do Morro geralmente é feito por meio de uma trilha de caminhada de nível moderado, que leva os visitantes através de um cenário pitoresco de cerrado, até chegarem ao mirante que proporciona uma vista espetacular da paisagem circundante.

Do topo, é possível contemplar a vastidão da Chapada dos Guimarães, apreciar a imponência das formações rochosas e observar a beleza única da região.

O pôr do sol no Fecho do Morro é uma experiência especialmente inesquecível, e muitos turistas se reúnem ali para testemunhar o espetáculo de cores que o entardecer proporciona.

Confira também: O que fazer no Mato Grosso? – 6 Passeios imperdíveis

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Atrações imperdíveis

Na encantadora Chapada dos Guimarães, uma jornada repleta de belezas naturais e aventuras aguarda por você! Conheça as atrações imperdíveis desse paraíso do ecoturismo brasileiro.

No Circuito Águas do Cerrado, mergulhe em cachoeiras deslumbrantes e aprecie as águas cristalinas que moldam paisagens exuberantes.

Explore o Circuito Cavernas Aroe Jari e desvende o mundo subterrâneo com suas formações rochosas únicas.

Na Cidade de Pedras, viaje ao passado contemplando rochas esculpidas pela natureza em formas surpreendentes.

Já o Vale do Rio Claro encanta com sua poesia aquática, enquanto as Cachoeiras do Paraíso oferecem refrescantes banhos e cenários paradisíacos.

Além disso tudo, descubra a imponência do Vale do Jamacá e aventure-se no Morro de São Jerônimo, onde, no alto, a vista panorâmica emociona.

Por fim, percorra o Circuito das Cachoeiras do Parque Nacional, que presenteia com um festival de quedas d’água e trilhas emocionantes.

E para fechar com chave de ouro, conheça os mirantes da região, como o Alto do Céu e o Centro Geodésico.

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Roteiro de 1 dia

Vamos lá, se você só tem 1 dia na Chapada dos Guimarães existem duas possibilidades.

A primeira é se você estiver de carro, nesse caso indicamos que você faça a trilha autoguiada do Parque Nacional. E finalize o dia conhecendo o Mirante Alto do Céu.

Já para quem está sem carro e tem como ponto de partida Cuiabá, indicamos o passeio de bate e volta para Chapada dos Guimarães, partindo de Cuiabá.

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Roteiro de 3 dias

Já com 3 dias disponíveis para aproveitara Chapada dos Guimarães, indicamos que conheça as seguintes atrações: Parque Nacional no primeiro dia, Cavernas Aroe Jari no segundo dia e para fechar com chave de ouro, recomendamos o Circuito Águas do Cerrado no terceiro e último dia.

Ahh e caso você tenha tempo e disposição, inclua os mirantes Alto do Céu e o Centro Geodésico, no fim da tarde do segundo e terceiro dia.

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Roteiro de 5 dias

E finalmente chegamos ao roteiro intermediário e inclusive o mais indicado para os leitores do Blog Mundo Viajante.

  • 1° dia: Parque Nacional + Centro Geodésico
  • 2° dia: Cavernas Aroe Jari.
  • 3° dia: Circuito Águas do Cerrado.
  • 4° dia: Cidade de Pedras + Vale do Rio Claro.
  • 5° dia: Vale do Jamacá + Alto do Céu

 

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Roteiro de 7 dias

Pois bem, para quem pretende ficar 7 dias na Chapada dos Guimarães, saiba que será o mais privilegiado!

  • 1° dia: Parque Nacional + Centro Geodésico.
  • 2° dia: Cavernas Aroe Jari.
  • 3° dia: Circuito Águas do Cerrado.
  • 4° dia: Cidade de Pedras + Vale do Rio Claro.
  • 5° dia: Vale do Jamacá + Cachoeiras do Paraíso
  • 6° dia: Morro de São Jerônimo.
  • 7° dia: Balneário Salgadeira + Alto do Céu.

 

Outros posts sobre a Chapada dos Guimarães?

 

Vale a pena conhecer a Chapada dos Guimarães?

Mas, é claro que sim!

Afinal de contas, em qual outro lugar do mundo você encontra tantas cachoeiras, mirantes e paredões rochosos, que permitem não só apreciar as belas vistas, como também ver pássaros, flores e vegetações de pertinho?

Exatamente! A Chapada dos Guimarães permite vivenciar essa experiência, o que é motivo de sobre para você conhecer a região, não é mesmo?

Além disso, esse é o destino perfeito para quem procura calmaria e descanso em meio à natureza, uma imersão natural de respeito!

Portanto, também não podemos desconsiderar os incríveis e inesquecíveis momentos em família que você viverá por aqui, não é mesmo?

Então, gostou das nossas dicas sobre o que fazer na Chapada dos Guimarães? Diz aí nos comentários! E já aproveita para seguir o @blogmundoviajante no Instagram!

10 respostas

  1. Fiz o tour pela Cidade de Pedra e Vale do Rio Claro, deu tudo certo e foi incrível. Amo acompanhar suas dicas Iza, quando puder dê uma atenção pra Bahia, tem muita coisa legal por lá uns minha terrinha.

  2. Que post completo sobre a Chapada dos Guimarães! Confesso que tinha uma certa preguiça de pesquisar sobre ela porque as informações pareciam confusas, afinal há muito que ver e fazer por ali, por isso achei seu post um ótimo resumo.

  3. Quando pensava em planejar uma viagem para a Chapada dos Guimarães, imaginava uns 4 dias de viagem, mas depois de ler esse post, mudei de ideia, vou começar a planejar uma viagem de 7 dias, tem muita coisa interessante pra conhecer. Adorei saber disso.

  4. Excelente guia de o que fazer na Chapada dos Guimarães. Você acha que vale a pena fazer o bate-volta de Cuiabá ? Dá para conhecer o essencial? Se não, quantos dias de viagem você recomenda? 1, 5 ou 7?

  5. A Chapada dos Guimarães parece ser ainda mais incrível do que eu imaginava! Não vejo a hora de ir pra lá. Seu blog está me ajudando muito. Obrigada pelas dicas 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre mim
o que fazer em holambra - conhecer os campos de girassóis

Izabela

Sou apaixonada por musica, hambúrgueres artesanais e principalmente viagens. Estou sempre tentando aprender com os lugares e pessoas que conheço na estrada da vida.

Siga nas redes sociais
- Publicidade -

Junte-se à nossa comunidade de viajantes e receba dicas exclusivas, descontos e novidades!

- Publicidade -

Você sabe se tem DIREITO a
CIDADANIA EUROPEIA?

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência ao usuário. Consulte a nossa Política de Privacidade.