PortugueseEnglishSpanishFrench
PortugueseEnglishSpanishFrench

Quinta do Olivardo em São Roque: O que fazer e comer?

barril dos chaves na quinta do olivardo

A Quinta do Olivardo em São Roque é uma excelente opção de passeio, localizada a apenas 66 km de São Paulo é o local ideal para os amantes da culinária portuguesa. Portanto, antes de programar sua visita, confira todas as dicas que vamos deixar neste post.

 

O que fazer na Quinta do Olivardo em São Roque: Melhores atrativos

  1. Provar a gastronomia portuguesa
  2. Conhecer as plantações de uvas
  3. Fazer um pedido no Poço dos Desejos
  4. Entrar no Barril do Chaves
  5. Andar de pedalinho
  6. Ver a fazendinha
  7. Colocar o seu cadeado na Ponte do Amor Eterno
  8. Andar de tirolesa

 

Como chegar na Quinta do Olivardo em São Roque?

São duas as opções de rotas para chegar até a Quinta do Olivardo localizado na cidade de São Roque, no interior de São Paulo.

A primeira é pela BR-374, que possui pedágios. Além disso, o trajeto de 75,7 km leva em torno de 1h45min de carro.

Em segundo lugar, é possível seguir pela Rodovia Raposo Tavares. Apesar de ser um percurso mais curto em quilômetros, pois são 62,2 km, costuma levar um pouco mais de tempo, no geral, 2h9min.

Além disso, é possível chegar à Quinta do Olivardo de ônibus, por meio de algumas linhas intermunicipais. São duas saindo de São Paulo:

  • 6214 – Mairinque – Jardim Cruzeiro até São Roque (T. Int. Alcides de Souza);
  • 6218 – Ibiúna (Terminal Rod. Antonio Faci) – São Roque – Ibiúna.

Porém, a partir do terminal é indicado pegar um Uber, já que o local fica na Estrada do Vinho de São Roque.

Por fim, a última opção para conhecer a Quinta do Olivardo é contratar uma excursão pela Rota do Vinho, saindo de São Paulo.

 

O que comer na Quinta do Olivardo em São Roque?

Com uma culinária fantástica, os pratos portugueses da Quinta do Olivardo em São Roque têm como principal inspiração a Ilha da Madeira.

O dono do local, Olivardo Saqui, teve a ideia de inaugurar a casa, com o intuito de não apenas manter, como também divulgar as delícias da culinária portuguesa. E acima de tudo, as receitas com bacalhau.

Além disso, o local também conta com uma tasca, um tipo de lanchonete portuguesa, que serve lanches tradicionais do país, como por exemplo, o “prego no pão” e pastéis de bacalhau.

Bacalhau

O bacalhau, com certeza, é o carro chefe entre os pratos da quinta. Afinal, ele está presente em diferentes preparos. Assim sendo, vamos destacar alguns deles:

  • Bacalhau com broa;
  • A moda do Chef;
  • Casquinha de bacalhau;
  • Lagareiro;
  • Gomes de Sá;
  • A moda da casa.

Indicamos o bacalhau com natas, que é um dos pratos mais populares de Portugal. É um assado com camadas de bacalhau, batatas, cebola e natas. Na quinta, eles ainda decoram o prato com tomates cereja e azeitonas pretas.

Frango à moda portuguesa

Este delicioso frango é assado com linguiça em rodelas, mini cebolas, tomate e alhos. Além desses ingredientes, ele ainda é regado com vinho, cachaça e azeite, e possui um leve toque de mostarda.

Pastel de nata

É um dos doces mais tradicionais da culinária lusitana, portanto não poderia ficar de fora do cardápio da Quinta do Olivardo em São Roque.

A massa é feita com apenas quatro ingredientes, que são a farinha de trigo, água, sal e margarina.

O recheio é um creme que leva leite, açúcar, água, farinha, essência de baunilha, gemas e raspas de limão.

Sendo que em alguns finais de semana, os visitantes da quinta recebem um presente especial.

Afinal, é possível conhecer a pequena fábrica de pastéis de nata. Além disso, recebem um café passado no coador de pano para acompanhar.

Pastel de belém

No início do século XIX, eles surgiram no Mosteiro dos Jerónimos, como um meio de fazer com que o local sobrevivesse ao fim da produção de cana-de-açúcar. Já que, com a revolução liberal os membros do clero e trabalhadores foram expulsos do local.

Com relação à receita, não há diferença em relação ao pastel de nata. A única real distinção entre os dois é onde os pastéis de belém são fabricados.

Quindim

A sobremesa de origem portuguesa surgiu de forma inusitada no cardápio do país. Afinal, as freiras de Leiria usavam claras de ovos para engomar suas roupas. Como sobravam muitas gemas, e elas não queriam desperdiçar, foram para cozinha criar receitas.

De acordo com relatos da época, após várias tentativas, elas chegaram à receita que levava não só gemas, como também açúcar e amêndoas.

Quando os portugueses chegaram no Brasil, a falta do ingrediente final fez com que as amêndoas fossem substituídas por coco ralado. Dessa forma, surgiu o quindim, a versão brasileira do doce Brisa-de-Lis.

Pastel de Santa Clara

É o doce mais típico da cidade de Coimbra. Ele recebeu este nome, porque foi criado no Convento de Santa Clara, pelas freiras, com o mesmo intuito das freiras de Leiria.

Assim como o quindim, a receita também surgiu por conta das sobras das gemas. No entanto, a massa é diferente. Pois é do tipo filó, bem fina, com recheio de ovos moles.

 

O que fazer na Quinta do Olivardo em São Roque?

A Quinta do Olivardo, além da deliciosa culinária, possui uma produção artesanal, de um dos melhores vinhos da região. São duas variedades de uvas, a bordô, a Lorena, e a Niágara.

Além da fabricação de vinhos, a Quinta do Olivardo em São Roque também produz sucos de uva, cachaças artesanais, conservas e doces portugueses.

Além disso, vende louças portuguesas, e galos de Barcelos, que são ótimas opções de souvenir.

Por fim, o local também oferece outras atrações além da culinária, como a tirolesa, a fazendinha, entre outras diversões. Portanto, confira o que fazer na Quinta do Olivardo em São Roque.

 

#1 Provar a gastronomia portuguesa

Já deu para perceber que a Quinta do Olivardo em São Roque é o local ideal para provar a gastronomia portuguesa.

quinta do olivardo em são roque

Então, se for almoçar não deixe de provar o famoso bacalhau, mas caso só queira petiscar confira os lanches portugueses e os quitutes, como por exemplo, o famoso pastel de nata.

 

#2 Conhecer as plantações de uvas

É um passeio excelente não apenas para os apreciadores de vinho, como também para toda a família. Ainda mais, durante a pisa da uva, que acontece entre os meses de janeiro e fevereiro, quando as frutas estão prontas para a colheita.

plantação de uvas na quinta do olivardo em são roque

Durante o percurso entre as videiras, o visitante pode colher e experimentar os frutos. Além disso, apreciar a bela paisagem e tirar fotos sensacionais.

 

#3 Fazer um pedido no Poço dos Desejos

O poço dos desejos faz parte do folclore europeu. A ideia veio do pensamento que seria possível atender qualquer desejo por conta dos deuses que existiam nas águas, ou por presentes colocados ali por eles.

poço de desejos na quinta do olivardo em são roque

Pelo sim, ou pelo não, por que não tentar a sorte, e jogar algumas moedas no poço da quinta, e torcer para o melhor acontecer?

 

#4 Entrar no Barril do Chaves

Como o barril de carvalho do Chaves, após anos esquecido pela Televisa, foi parar em uma vinícola na Espanha, na Quinta do Olivardo, é possível tirar fotos em uma réplica do barril.

barril dos chaves na quinta do olivardo

 

#5 Andar de pedalinho

O pedalinho surgiu no Rio Grande do Sul, na década de 30, como uma opção de lazer para os pequenos na Lagoa dos Patos, na Capital Gaúcha.

pedalinho quinta do olivardo

Na quinta é possível fazer um passeio, como parte do circuito de aventura da propriedade. Uma opção de lazer que, com certeza, as crianças irão adorar.

 

#6 Ver a fazendinha

É uma excelente oportunidade de conectar toda a família com animais. Afinal, além de possuírem um papel importante no equilíbrio na natureza, podem contribuir, e muito, para o nosso bem estar.

fazendinha quinta do olivardo em São roque

O contato com animais tende a deixar não apenas as crianças, como também os adultos menos ansiosos e estressados, portanto mais felizes.

 

#7 Colocar o seu cadeado na Ponte do Amor Eterno

Ao contrário do que muitos pensam, a tradição de colocar cadeados em pontes começou na Hungria, e não na França. No entanto, uma boa notícia é que você pode deixar o seu na ponte do amor eterno, na Quinta do Olivardo.

ponte do amor eterno quinta do olivardo em são roque

É um gesto para simbolizar o amor, onde normalmente casais apaixonados colocam um cadeado na ponte com suas iniciais. Em seguida, a chave é lançada para longe, com o intuito de tornar o amor eterno.

 

#8 Andar de tirolesa

Apesar de não termos tido tempo, vimos que varias crianças estavam se divertindo muito na tirolesa da Quinta do Olivardo, e, portanto, indicamos para quem viaja com os pequenos.

 

Vale a pena visitar a Quinta do Olivardo em São Roque?

Com certeza é um passeio imperdível, principalmente para quem está visitando a Rota do Vinho. Portanto, inclua a Quinta do Olivardo em São Roque no seu roteiro.

Também é uma ótima opção para passar um dia agradável fora de São Paulo, desfrutando não apenas de uma bela paisagem, mas também deliciosos pratos da culinária portuguesa.

Além disso, se você já está na região, confira também todas as nossas dicas sobre a Vinícola Góes, localizada também na Rota do Vinho.

Por fim, esperamos você tenha gostado das nossas dicas sobre a Quinta do Olivardo em São Roque. Mas já sabe né? Se tiver duvidas ou sugestões, deixe o seu comentário.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sobre mim

Izabela

Sou apaixonada por musica, hambúrgueres artesanais e principalmente viagens. Estou sempre tentando aprender com os lugares e pessoas que conheço na estrada da vida.

- Publicidade -

Junte-se à nossa comunidade de viajantes e receba dicas exclusivas, descontos e novidades!

- Publicidade -